doenças de pele do verãoO verão pode causar alguns incômodos para a sua saúde, pois a umidade, as altas temperaturas e a concentração de pessoas em espaços comuns favorecem o aparecimento de viroses, doenças de pele e até doenças ginecológicas.

Muita gente poderia evitar a maioria desses problemas. A exposição solar excessiva por exemplo pode causar queimaduras, insolação, coceira, ardência, descamação e fissuras. Com o calor e o aumento significativo da transpiração, fungos e bactérias aproveitam para se reproduzir e iniciar processos infecciosos na pele.

No verão as pessoas acabam por manter um contato mais direto com outras pessoas, seja em clubes ou praias. Muitos partilham toalhas, roupas, chinelos, pentes, etc. Isso tudo ajuda a abrir brechas para os microorganismos agirem.

Abaixo deixamos as doenças de pele mais comuns do verão bem como a melhor maneira de prevenir e tratar o problema.

Acne Solar

A oleosidade da pele aumenta durante o verão, o que favorece o aparecimento de acne. Com a exposição solar excessiva pode ser formada uma lesão semelhante a pequenas bolinhas endurecidas com pus, sendo que algumas também podem apresentar inflamação.

Para evitar esse tipo de acne basta ter certos cuidados como por exemplo utilizar filtro solar não oleoso enquanto estiver exposto ao sol.

Pitríase Versicolor

Este problema aparece quando a pele fica demasiadamente exposta ao sol. É caracterizada pelo aparecimento de manchas brancas, vermelhas ou castanhas, acompanhadas por uma pequena descamação. Fica mais fácil de identificar quando a pele está bronzeada e ao redor aparece uma mancha branca. Normalmente as pessoas com pele oleosa são as mais afetadas por este problema, que ataca principalmente o rosto, couro cabeludo, pescoço e a parte superior do tronco.

Evite andar descalço em espaços públicos ou úmidos. Evite ao máximo usar utensílios de outras pessoas como toalhas, chinelos e pentes. Não ande descalço em locais públicos. O tratamento poderá ser a base de comprimidos ou aplicação de cremes e loções locais.

Foliculite

Esta é uma infecção nos folículos pilosos e é causada por bactérias. Pode aparecer espontaneamente devido a umidade ou suor, depilação ou corte de pêlos por lâminas. Pode ocorrer em adultos e crianças e aparece em qualquer parte do corpo, principalmente onde há pêlos. Esta doença de pele caracteriza-se pela formação de pequenas bolhas de pus no local onde nasce o pêlo, podendo haver alguma vermelhidão.

Para evitar esta doença é fundamental dificultar a proliferação de bactérias, ou seja, evitando-se a umidade. Procure utilizar roupas de algodão ao invés de fibras sintéticas apertadas.

Impetigo

O impetigo é uma infecção causada por bactérias que se caracteriza pelo aparecimento de bolhas com pus que se rompem rapidamente. Essas lesões podem evoluir e se propagar em regiões próximas formando novas lesões na pele. Normalmente aparecem em regiões onde há dobra da pele. Arranhões, picadas de insetos ou pequenos cortes podem causar este problema. Toalhas e roupas podem também ser vias de transmissão.

O tratamento é simples, bastando para tal manter bons hábitos de higiene. Lavar bem as roupas, preferencialmente em água fervente, lavar as feridas e evitar mexer nas mesmas. E obviamente não partilhar roupas e toalhas.

Larvas Migrans (Bicho Geográfico)

Esta doença de pele é causada por parasitas presentes nos intestinos de cães e gatos. As fezes desses animais quando depositadas na areia da praia eliminam diversos ovos desses parasitas, que mais tarde se transformam em larvas. Esses ovos penetram na pele causando a doença. Esse problema é detectado quando fica visível uma espécie de túnel sob a pele associado a coceira. Isto ocorre em função do deslocamento da larva na pele. Para evitar o Bicho Geográfico, mantenha distância de animais na praia e evite andar descalço em locais frequentados por cães e gatos.

Herpes Labial

Esta doença de pele é causada pelo vírus Herpes Simplex, que pode surgir após extensa exposição solar, fadiga física ou mental, febre, infecções ou ainda estresse emocional, pois tudo isso diminui a resistência orgânica das pessoas. O herpes costuma aparecer mais nos lábios e na região genital, mas também pode aparecer em outras regiões da pele.

Para evitar o aparecimento e o desenvolvimento do herpes é importante usar protector solar de alta proteção, não devendo ser pelo menos fator 30. Utilize o protetor solar várias vezes por dia.

Miliária (Brotejo)

Esta doença, caracterizada por bolinhas de água vermelha acompanhada de coceira, aparece principalmente nas dobras da pele de crianças como por exemplo no pescoço. O problema está relacionado à secreção das glândulas sudoríparas e aparecem em função do excesso de transpiração devido ao calor.

Para evitar este problema, é importante evitar ficar exposto ao sol por muito tempo além também de evitar ficar em lugares muito quentes. Para acalmar a irritação, poderá ser usado uma mistura de maisena e água no banho das crianças ou poderá passar pasta d’água nas feridas.

Fitofotomelanose

A fitofotomelanose é um tipo de queimadura que aparece quando uma pessoa manipula limão (ou o suco) e pega sol na área que entrou em contato com o limão ou seu suco. O mesmo também pode ocorrer com perfume. Normalmente as áreas afetadas são o pescoço (no caso dos perfumes), mãos e lábios (no caso do limão).

Em situações mais graves, podem ocorrer fotodermatites com o aparecimento de manchas avermelhadas, ardência, bolhas e coceira no local afetado. Nestes casos é indicado que se procure um médico para que seja feito algum tratamento específico. Nos casos mais brandos, as manchas desaparecem espontaneamente.

Micose da Virilha (Tinea Cruris)

Esta doença de pele é uma lesão que pode ocorrer em uma ou nas duas coxas. Caracterizada por uma lesão avermelhada e descamativa, este problema afeta mais os homens e além das coxas pode atingir a pele do saco escrotal, pois costumam passar muito tempo com a sunga de banho molhada (suor ou água).

O tratamento é simples, basta lavar o local e secá-lo bem sem esfregar. Use também roupas interiores de algodão e evite tecidos sintéticos. Em alguns dias já poderá sentir melhoras significativas. A utilização de talcos anti-sépticos também ajuda na recuperação.